Mais uma vez, fizemos para você uma coletânea recente das principais tendências da Mintel em produtos e serviços em diferentes países ao redor do mundo. Elas vão de carro exposto dentro de aquário a emoticons desenvolvidos para deficientes visuais.

Carro em aquário, China

car-in-fish-tank

 

Para demonstrar a sua qualidade hermética e fabricação de última geração, a marca Cadillac colocou o seu modelo lançado mais recentemente, o CT6, em um aquário gigante, repleto de água e com peixes, para uma exibição em Xangai. Aliás, a ideia coincidiu com o tema de um recente sucesso chinês de público, o filme Mermaid, o que serviu para atrair ainda mais a atenção dos consumidores.

“Depois do expressivo crescimento dos últimos anos, as empresas de automóveis estão descobrindo que ficou mais difícil agradar aos consumidores chineses mais sofisticados. As marcas começam a prestar mais atenção a toda jornada do cliente. E a ousadia surge como um dos temas mais comuns por trás das campanhas bem-sucedidas que visam provar credibilidade. As empresas não devem ter medo de desafios e agir ousadamente, o que pode ajudá-las a se destacar e a criar ações que convençam os consumidores”.

Philix Liu – Analista de Tendências, Ásia Pacífico

Emojinal Sounds, Brasil

Emojinal-sounds

No Brasil, a campanha Emoti Sounds, da empresa de telecomunicações TIM, traz uma maior sensibilidade e um significado mais profundo para emoticons que foram desenvolvidos para deficientes visuais. Os Emoti Sounds ajudam a quem utiliza o leitor de tela livre NVDA (Non-Visual Desktop Access) a interpretar as imagens que foram anteriormente lidas de forma automática, através de uma gravação de voz real que descreve a imagem de uma forma muito mais clara.

“Nós sabemos que, às vezes, as palavras simplesmente não bastam, e essa verdade humana poderia ser mais significativa para certos grupos demográficos, como para os deficientes visuais. Por isso, estamos vendo cada vez mais campanhas com o objetivo de reparar essa falha, fazendo emojis mais inclusivos e representativos. Ainda há espaço para capitalizar em cima desta nova representação visual da sociedade, destacando as diferenças ao invés de semelhanças. Por sinal, de acordo com o Relatório da Mintel de Marketing para a Classe Média, do Brasil, de 2015, 13% dos consumidores dizem que os anúncios de hoje deveriam representar a diversidade brasileira”.

Graciana Méndez – Analista de Tendências, América Latina

ShareWear, Suécia

sharewear

Em uma tentativa de incentivar o consumo mais consciente, a campanha sueca ShareWear visa emprestar roupas novas de graça, desde que a pessoa as passe para a frente, depois de uma semana postando imagens no Instagram.

“A consciência do ‘consumo de desperdício’ está em ascensão, seja de comida, de utensílios domésticos e roupas. A campanha ShareWear foi criada para ajudar os consumidores a pensar de forma mais responsável sobre como eles consomem, e os recompensa por fazerem isso e proporciona uma maneira das pessoas darem vida nova às roupas que possuem. Ao invés de ver essa mudança como uma ameaça ao seu modelo de negócios, os varejistas poderiam apoiar essas iniciativas investindo em start-up menores ou criando as suas próprias plataformas de compartilhamento”.

Catherine Cottney – Gerente de Tendências, Europa

From the HeartMob, Estados Unidos

Heart-mob

HeartMob é uma rede nos EUA que presta apoio às pessoas que sofrem assédio e abuso online. Os usuários da rede que passam por essas momentos difíceis podem escolher entre torná-los públicos ou manter o acontecimento em particular, catalogando-o, caso ele se agrave. Se optar por tornar a sua experiência pública, eles podem decidir como querem que os expectadores os apoiem, tomando medidas ou intervindo. Os espectadores receberão solicitações públicas e poderão escolher quais ações de apoio tomar, como a postagem de mensagens positivas.

“Em todo o mundo, as pessoas estão prestando mais atenção às iniciativas contra o assédio e ao bullying tanto no mundo online, quanto no offline. Como as pessoas compartilham esses tipos de abuso online, ele está sendo visto com mais frequência: de acordo com o relatório da Mintel, Digital Trends, dos Estados Unidos, de 2015, quatro em cada cinco consumidores disseram que usam sites de mídia social. Convém as marcas e as empresas tomarem essas questões a sério, organizando apoio às vítimas e sendo pró-ativas no desenvolvimento de produtos e plataformas que oferecem apoio e assistência a quem precisa “.

Carli Gernot – Gerente de Tendências, América do Norte

Ariel para os pais, Índia

Ariel

Nova campanha publicitária da Ariel tenta quebrar os estereótipos de gênero na Índia. A P&G lançou um anúncio de televisão para a Ariel que incentiva os agricultores a ajudar mais em casa. Com o vídeo tendo recebido mais de 3 milhões de visualizações no Facebook somente na primeira semana de veiculação, e por meio da hashtag #ShareTheLoad, a marca expõe o seu objetivo de construir um movimento social para melhorar a igualdade das famílias na Índia.

“A Índia tem papéis de gênero tradicionais, com os homens, geralmente, considerados chefes de família e as mulheres, donas de casa. No entanto, esse equilíbrio de poder começou a mudar um pouco nos últimos anos, já que mudanças de atitudes em relação à igualdade de género melhoraram e a noção das familias típicas se alterou. A família nuclear foi claramente substituída por um modelo mais diversificado, e as marcas precisam refletir essa nova realidade em suas campanhas de marketing.”

Delon Wang –Gerente de Tendências, Ásia Pacífico

Alimentos e Bebidas

Nossa rede internacional de pesquisadores de campo e analistas da categoria de alimentos trabalham conjuntamente combinando dados, conhecimento, previsão e inovação em ações de insights que possam ajudá-lo a alimentar as suas estratégias e processos de desenvolvimento

Leia mais
© 2017 Mintel Group Ltd. | Política de privacidade | Termos | Uso de Cookies