Projeções da Mintel Market Sizes (ferramenta que mede tamanhos e fatias de mercado), indicam que o valor da categoria de Beleza e Cuidados Pessoais, no Brasil, deve chegar, no varejo, a US$ 23,85 bilhões em 2017, o que representa um aumento de cerca de 25% em comparação com 2014, quando o mercado foi estimado em US$ 19,11 bilhões. Esse crescimento é impulsionado pelo aumento no gasto dos brasileiros. Pesquisa Mintel, publicada no relatório de Estilos de Vida dos Brasileiros, verificou que 42% dos consumidores compraram mais, ou a mesma quantidade de produtos de higiene pessoal e cosméticos em 2013 do que no ano anterior. Esses dados impressionantes refletem que há grandes oportunidades para serem exploradas pelas marcas de cosméticos no mercado local.

Posicionamento Natural

Muitas das marcas que chegam ao Brasil tem no posicionamento natural o seu principal diferencial. Esses produtos de beleza são populares no País particularmente na área de cuidados para a pele. Pesquisa da Mintel verificou que 8 em cada 10 brasileiros que usam produtos para a pele preferem itens que contém ingredientes naturais. E devido a esse desejo do consumidor, muitas marcas internacionais veem o Brasil como um mercado a ser explorado.

Um dos exemplos mais recentes dessa atração exercida pelo mercado brasileiro é a chegada da marca australiana Aesop. Depois de ser adquirida em 65% pela Natura em dezembro de 2012, a empresa anunciou recentemente que abrirá duas lojas em São Paulo, o que provavelmente vai agradar o consumidor mais abastado.

A korres também está à procura de oportunidades. Depois de uma tentativa fracassada de entrada no País em 2012, a marca está agora buscando uma nova estratérgia, por meio da assinatura de um acordo com a Avon, que será responsável pela distribuição e desenvolvimento de produtos.

O mercado de beleza natural está em crescimento e oferece muita diversidade para os consumidores. A The Body Shop, por exemplo, entrou no mercado em outubro e está fazendo um rebranding das lojas Empório Body Store, quase um ano após a compra de sua participação majoritária.

A Lush voltou ao Brasil depois de uma ausência de sete anos. Com planos ambiciosos, lançou a sua maior loja no mundo, em São Paulo, em junho deste ano. O espaço tem 400 m² e oferece vários serviços de spa. Na mesma cidade, a L’Occitane oferece um serviço parecido: o Spa L’Occitane. Aliás, a L’Occitane está ganhando ainda mais popularidade no mercado local, impulsionada pelo lançamento da L’Occitane au Bresil, em março de 2013.

A Yves Rocher, que tentou estabelecer sua marca no Brasil na década de 90, também voltou para o mercado brasileiro, com a abertura de uma loja em dezembro de 2013. A empresa francesa agora tem cinco lojas e seus produtos também estão disponíveis online. De acordo com a empresa, há planos em abrir 300 lojas em 10 anos.

Apesar da economia brasileira atualmente apresentar um crescimento fraco, o mercado local de beleza natural permanece dinâmico e vai continuar a atrair marcas internacionais que visam expandir o seu nome no exterior.

Ana-Claire Bernardes Torres faz parte da equipe de Beleza e Cuidados Pessoais da Mintel desde 2012. Especialista no mercado de cosméticos, Ana Claire é responsável por trabalhar juntamente com os clientes em assuntos relacionados a dados de mercado, inovações, tendências e insights de consumo.

Beleza e Cuidados Pessoais

Nossa equipe de especialistas do mercado de beleza utiliza conhecimento, criatividade e insights para fazer diferença real no seu trabalho.

Leia mais
© 2017 Mintel Group Ltd. | Política de privacidade | Termos | Uso de Cookies