A Netshows é a prova de que a entrega é a alma do negócio eletrônico. A empresa brasileira, maior varejista online de sapatos e artigos esportivos do mundo (de acordo com matéria publica na Reuters), anunciou a expansão das suas opções de entrega neste mês.

A companhia implementou quatro tipos de frete, aumentando assim a eficiência de entrega num momento em que seus rivais estão focados no lucro. “Entrega gratuita e pagamentos mensais eram o padrão quando o varejo online começou no Brasil”, disse a gerente de operações Graciela Tanaka, em entrevista ao site investing.com em outubro de 2014, acrescentando que essas práticas deixaram de ser economicamente viáveis ao longo do tempo.

A Netshoes entrega até 200 kg (incluindo itens pesados como bicicletas e esteiras) no mesmo dia em que a compra é realizada, se o cliente morar em São Paulo. É a única empresa do país a fornecer esse tipo de serviço. Há opções de entrega no dia seguinte e também gratuita, a qual pode levar alguns dias, mas raramente excede o prazo de uma semana.

No começo do ano, a empresa lançou um serviço chamado Entrega Super Esportiva, através do qual os produtos, que devem pesar até 2 kg, são entregues de bicicleta e no mesmo dia, se as compras forem feitas antes das 10 horas. Até agora, só está disponível na área central de São Paulo. A proposta, que destaca as credenciais de esportes, flexibilidade e sustentabilidade da empresa, também permite que ela se engaje com o bairro, já que a maioria dos ciclistas empregados vivem localmente, promovendo assim uma imagem de compromisso social. Ao mesmo tempo, a maioria dos couriers é jovem, ressaltando a imagem dinâmica e energética da marca.

A proposta de entrega é sustentada por um rigoroso acordo baseado nos níveis de serviço. Ou seja, os clientes recebem uma generosa compensação caso o item não seja entregue no tempo estipulado.

A Netshoes tem planos de expansão agressivos. A companhia entrou nos mercados mexicano e argentino, e considera uma oferta pública inicial (IPO) nos Estados Unidos. Demonstra, assim, que o comércio eletrônico tem forte potencial, e que empresas brasileiras podem se tornar referência internacional.

O relatório Mintel Tendências de Compras – Brasil 2014, a ser lançado em novembro, revela que “opções de entrega” é o segundo critério de compra mais importante para os brasileiros, mencionado por 43% dos entrevistados, quando perguntados “quais desses fatores, se algum, influencia a sua decisão em comprar um determinado produto em vez de outro”. O número é ainda mais alto para bens duráveis (como sapatos e equipamentos de esporte), com 48%. Apenas “reputação da marca” tem mais menções do que “opções de entrega” (46% do total e 48% na categoria de bens duráveis). Esse comportamento ajuda a explicar o êxito de modelo de negócios da Netshoes.

O setor de comércio eletrônico no Brasil é promissor. O relatório Comércio Eletrônico – Brasil – 2014 revelou que as vendas online no país subiram de R$ 18 bi, em 2008, para R$ 51 bi em 2013, o que representa um crescimento de 250% em apenas cinco anos. Os principais impulsionadores desse aumento foram um maior rendimento disponível assim como mais confiança nos mecanismos de compra online. Esse crescimento continuará até 2018, quando o mercado chegará a R$ 115 bi. A taxa de crescimento anual permanece acima de 20% até 2014, alavancada pela penetração de aparelhos como laptops e smartphones. Sofrerá a partir de 2015 uma pequena diminuição, mantendo-se ainda assim acima de 10% ao ano.

Empresas de comércio online como a Netshoes podem aumentar suas vendas e expandir-se vigorosamente caso implementem opções de entrega flexíveis, permitindo que seus clientes selecionem a duração do ciclo, o horário de entrega e preço mais adequado a suas necessidades. Uma proposta de risco partilhado e um claro acordo de níveis de serviço caso o item seja danificado ou sua entrega atrase também podem atrair consumidores, especialmente aqueles decepcionados com compras online devido a uma experiência negativa no passado.

Varejo

Nós lidamos com ciência do Varejo. Quatro em cada cinco dos maiores varejistas do mundo usam a Mintel para desenvolver suas ofertas, entender os compradores de seus competidores e gerenciar seus fornecedores.

Leia mais
© 2017 Mintel Group Ltd. | Política de privacidade | Termos | Uso de Cookies