Com foco em 2016, a Mintel anunciou as seis principais tendências que impactarão os mercados globais de embalagem durante o próximo ano e quais são suas implicações para os consumidores e marcas.

“Há um caminho paralelo entre as marcas que se esforçam para envolver os consumidores em um nível mais pessoal e as expectativas deles para que as embalagens forneçam essa experiência: impressão digital que cria experiências ‘hiper’ pessoais; mensagem clara no rótulo que aumenta a transparência da marca e promove confiança na compra; embalagem ecologicamente responsável, que capacita a consciência social; híbridos que oferecem benefícios funcionais e ambientais, juntamente com grande presença de prateleira; tamanho certo de embalagem que atenda às necessidades de deslocamento dos consumidores, e aplicativos que apoiam embalagens “conectadas por celulares”. Esses são os temas chave que vemos em ressonância com os consumidores em 2016. As marcas e fabricantes inovam para manter os consumidores globais, não só envolvidos, mas para desenvolver fidelidade à marca, que está se tornando, cada vez mais, intangível nesse momento atual, quando os consumidores têm mais opções do que nunca em produtos embalados”, afirma David Luttenberger, diretor global do departamento de Embalagens, da Mintel.

EVOLUÇÃO DIGITAL

A impressão digital chama a atenção das marcas por meio da criação de oportunidades para envolver os consumidores em um nível local, pessoal e até mesmo emocional. Com quase um quarto dos consumidores chineses citando que pagariam mais por embalagens personalizadas de refrigerantes, a impressão digital deve crescer muito além das estimativas da indústria. Em 2016, vamos experimentar um momento decisivo para a impressão digital em embalagens, à medida que as marcas investem mais em edições personalizadas e limitadas, ganhando, assim, vantagem econômica no mercado de decoração de embalagem tradicional.

MOSTRE-ME OS PRODUTOS

Com o crescente número de posicionamentos nas embalagens competindo pela atenção dos compradores, os consumidores estão exigindo mais informações sobre o que eles, realmente, estão comprando. Ao mesmo tempo, buscam menos confusão nas embalagens, que confundem suas decisões de compra. Essa característica é, talvez, mais aparente na área de alimentos, onde a informação clara e concisa sobre os ingredientes, os atributos funcionais e de segurança do produto, devem ser comunicados com transparência total. Futuramente, os conceitos de rotulagem limpa e comunicação clara na embalagem vão ter a mesma finalidade.

FLEXÍVEIS FENOMENAIS

Embalagens flexíveis não são mais consideradas de menos qualidade. Quase um terço, 32%, dos consumidores associam embalagens flexíveis a serem ‘modernas’ e as marcas estão investindo em oportunidades de marketing nessa área. Mas até em que ponto as embalagens flexíveis irão, especialmente aquelas que são tipo ‘pouches’ , tornar-se não-diferenciadas? As marcas, de fato, inovadoras olharão para a próxima geração de híbridos rígidos/flexíveis que oferecem benefícios funcionais e ambientais, juntamente com grande presença de prateleira.

MAIS DO QUE “APENAS” EMBALAGEM VERDE

Apesar dos melhores esforços das marcas, a reciclagem de embalagens é bem abaixo do seu potencial. Além disso, 63% dos consumidores dos Estados Unidos afirmaram que as embalagens reutilizáveis são um motivo chave de compras. E quando o preço e a qualidade do produto são percebidos como iguais, os consumidores irão, cada vez mais, se voltar para essas alternativas ecológicas como fator decisivo de compra. Portanto, as marcas não se podem dar ao luxo de ignorar esse fato ao desenvolver suas estratégias de posicionamento e marketing.

O TAMANHO IMPORTA

Famílias americanas buscam valor em recipientes maiores para o leite; os consumidores britânicos, por sua vez, pedem mais opções de tamanho para bebidas alcoólicas. Acrescentando, as marcas devem oferecer uma maior gama de tamanhos de embalagens já que de acordo com os 50% de consumidores de snacks preocupados com a saúde, eles estariam dispostos a experimentar um novo produto se ele viesse em um tamanho pequeno como teste, voltado para ocasiões “on the go”. Em 2016, as marcas devem fornecer embalagens que os consumidores veem como do tamanho certo para si e para ocasiões de fácil transporte, a fim de superar a crescente falta de fidelidade à marca.

EMBALAGEM MOBIL-UTION

Há uma revolução acontecendo nas embalagens “conectadas por celulares”. Ao contrário da geração anterior, que incluiu códigos QR e texto desajeitado, desta vez, proprietários de marcas estão investindo na comunicação de campo próximo (NFC _ Near Field Communication) e bluetooth de baixa energia (BLE) como tecnologias primárias. Futuramente, como marcas procuram por formas inovadoras de se envolver com os clientes, o ambiente móvel vai se tornar a nova linha de frente na batalha para ganhar os corações, as mentes e carteiras dos consumidores.

© 2017 Mintel Group Ltd. | Política de privacidade | Termos | Uso de Cookies