Como os consumidores em todo o mundo ficam, cada vez mais, conscientes da importância de cuidarem de sua saúde, aumenta o seu nível de exigência. Nova pesquisa da Mintel revela que quase um terço, 30%, dos brasileiros que consomem produtos saudáveis gostaria de ver uma maior variedade de produtos saudáveis ​​disponíveis nos supermercados.

Destacando a crescente tendência em manter-se saudável no Brasil, pesquisa da Mintel também mostra que 60% dos brasileiros tentam se manter em forma fazendo exercícios físicos ou praticando esportes. Completando essa busca por um estilo de vida saudável, 41% dos brasileiros afirmam: “ao menos metade do meu prato na refeição é dedicado para verduras e/ou legumes”.

“Os hábitos de alimentação no Brasil estão mudando drasticamente e os consumidores, cada vez mais, escolhem o que vão comer e beber pensando no que vai levá-los a um estilo de vida mais saudável a longo prazo. Porém, em comparação com outros países, como os Estados Unidos, o mercado brasileiro apresenta várias oportunidades que ainda podem ser exploradas, o que representa uma oportunidade de mercado para muitas empresas”, explica Naira Sato, especialista das categorias de Alimentação e Bebida, da Mintel, no Brasil.

Os consumidores brasileiros querem saber quais ingredientes estão presentes nos produtos que compram e quais são as empresas responsáveis pela produção desses itens. De fato, 60% dos consumidores brasileiros, pais de crianças até três anos, declaram: “Prefiro fazer papinha em casa, pois assim posso controlar o que o meu filho está comendo”. Complementando, pesquisa da Mintel mostra que um em cada cinco, 20%, dos brasileiros que se alimentam de forma saudável afirma que “é difícil de acreditar em todos os benefícios que os produtos saudáveis dizem ter”.

“Atualmente, os consumidores exigem mensagens mais transparentes das empresas e querem saber o que vêm nos produtos que comem. As companhias devem comunicar as suas mensagens de forma clara, dando detalhes dos ingredientes presentes e evitando explicações vagas. Mensagens diretas como “100% natural” e “sem conservantes”, ou que explicitem a simplicidade dos ingredientes, tendem a se destacar. Marcas que são transparentes em relação aos ingredientes que utilizam, procedência, processo de fabricação e que declaram abertamente se o produto tem, ou não, conservantes podem se tornar bem sucedidas”, continua Naira Sato.

Os brasileiros também lutam contra a falta de tempo enquanto procuram qualidade e alimentos que façam bem a eles. Por exemplo, 20% dos brasileiros que consomem produtos saudáveis ​​concordam com a afirmação: “gostaria que tivessem mais opções de alimentação saudável que fossem fáceis de ser preparadas ​​(como refeições congeladas prontas, refeições pré-cozidas etc)”. Além disso, 41% dos consumidores concordam com a frase: “Eu prefiro comer alimentos preparados frescos/feitos na hora”. Esse número sobe para 54% quando são analisados ​​apenas os brasileiros com mais de 55 anos de idade.

“À medida que o comportamento do consumidor muda, as empresas que investirem na produção de itens que combinem praticidade, qualidade e saudabilidade vão estar em vantagem no atual mercado de alimentos e bebidas brasileiro”, conclui Naira Sato.

Naira Sato, especialista das categorias de Alimentação e Bebida da Mintel, no Brasil, fará a apresentação Tendências e Bem-Estar, e Dietas Especiais nos dias 24 e 25 de março às 14:30 no estande Mintel, número 180, e em 25 de março no congresso de marketing e tendências às 16:30.

© 2017 Mintel Group Ltd. | Política de privacidade | Termos | Uso de Cookies