Como adultos em todo o mundo, os brasileiros estão reduzindo o consumo de álcool.
Mais de um terço dos adultos brasileiros que consumiram álcool dizem que experimentariam uma nova bebida alcoólica se fosse uma versão mais saudável. A Pesquisa Mintel dá uma visão de como as cervejarias podem ficar em sintonia com esta nova tendência:

Desenvolvendo cervejas mais saudáveis

As cervejarias no Brasil precisam agir e atender ao interesse dos consumidores que buscam por versões mais saudáveis de bebidas alcoólicas. A criação de produtos mais saudáveis ajudará a cerveja a manter a liderança da categoria como o tipo de álcool mais consumido no mercado. Atualmente, não existem muitas opções para os brasileiros. O posicionamento de caloria (baixo teor/reduzido/sem) foi usado por menos de 0,5% das inovações brasileiras em cerveja entre novembro de 2013 e outubro de 2019. As fabricantes podem criar mais cervejas com baixas/sem calorias e/ou produtos com 5% ou menos de teor alcóolico para atrair consumidores. Eles podem buscar inspiração nos EUA, onde um novo segmento inovador de cervejas light está enfatizando saúde e sabor.

Inovação em cervejas mais saudáveis é limitada no Brasil

Cerveja leve com baixo carboidrato

A cerveja Noi Pilsen Pure Malte Low Carb é descrita como uma cerveja leve de baixo teor em calorias e carboidratos, feita 100% com puro malte e contém 28 calorias por 100 ml. É vendida em latas de 355 ml (Brasil).

‘Hortelã refrescante’

A Cerveja Botocudos Cachimbo da Paz é uma cerveja de trigo do tipo Weissbier. É descrita como refrescante com folhas de hortelã “tranquilizar a alma e trazer toda paz de espírito.” Harmoniza bem com salada, comida tailandesa, salsichas alemãs e pratos apimentados (Brasil).

Cerveja de trigo nutritiva

A cerveja de trigo Insana Weizen Extra Blonde contém ingredientes que são ricos no complexo de vitaminas B. A cerveja de trigo com sabores frutados é leve, refrescante, nutritiva e com aparência turva. Harmoniza bem com frutos do mar, salada e sobremesas de fruta (Brasil).

As mulheres estão interessadas em opções mais saudáveis

A Pesquisa Mintel mostra que as mulheres e adultos nas faixas etárias 18-24 e 45-54 têm consumido menos cerveja nos últimos seis meses. Mais de um terço das mulheres que consomem álcool no Brasil gostariam de mais bebidas ou coquetéis não alcoólicos comparado com um quarto dos homens interessados em bebidas não alcoólicas. Para mudar o comportamento de mulheres que estão bebendo menos cervejas, os fabricantes devem buscar por inovações, incluindo bebidas alcoólicas mais saudáveis com teor alcoólico reduzido.

Cerveja não alcoólica tem apelo entre os jovens brasileiros

A cerveja não alcoólica tem o potencial criar um público cativo entre os jovens adultos com idade legal para beber. No Brasil, os consumidores de álcool entre 18 e 24 anos mostram um interesse mais elevado em experimentar mais bebidas ou coquetéis não alcoólicos do que os consumidores de álcool de maneira geral. A cerveja não alcoólica também pode adicionar ingredientes funcionais que combinam com ocasiões de consumo de álcool, como relaxamento ou energia. A cerveja não alcoólica funcional tem mais chances de agradar mulheres e brasileiros consumidores de álcool entre 18 e 24 anos.

Sabores de frutas podem tornar a cerveja light mais instigante

A cerveja light/álcool reduzido/sem álcool pode usar suco de fruta ou sabores frutados para baixar o teor alcoólico sem perder o sabor. Os sabores inovadores irão se conectar com os consumidores de cerveja entre 18 e 24 anos.

Feita com polpa de acerola

A cerveja artesanal de trigo Ekäut Sour Acerola Berliner Weisse é fermentada com polpa de acerola. O teor alcoólico de 4,3% da cerveja é descrito como “leve, refrescante e suculento” (Brasil).

Cerveja sour de graviola

A cerveja de graviola GraviOH-Là-Là Catharina Sour da OverHop Brewing é uma colaborativa com a cervejaria Avant-Garde de Montreal, Canadá. É feita com a fruta tropical graviola (Brasil).

Cerveja de jabuticaba

A cerveja Colombina Fazenda Braveza Blond Beer com Jabuticaba é uma Belgian blond forte feita com jabuticaba, uma fruta bem popular na América do Sul (Brasil).

O que pensamos

A cerveja continua sendo a bebida alcoólica mais popular do Brasil, mas um aumento de percepção sobre a saúde entre os adultos brasileiros exigirá mais inovações em cervejas saudáveis. As versões mais saudáveis das bebidas alcoólicas podem evitar perder adultos preocupados com as calorias ou efeitos negativos do álcool na saúde. Os fabricantes podem atrair mulheres e jovens adultos com cervejas mais saudáveis, especialmente cervejas com teor alcóolico reduzido ou cervejas sem álcool com benefícios funcionais.

Alimentos e Bebidas

Nossa rede internacional de pesquisadores de campo e analistas da categoria de alimentos trabalham conjuntamente combinando dados, conhecimento, previsão e inovação em ações de insights que possam ajudá-lo a alimentar as suas estratégias e processos de desenvolvimento

Leia mais
© 2020 Mintel Group Ltd. | Política de privacidade | Termos | Uso de Cookies