Hotspots traz para você as principais observações da equipe Mintel Trends sobre lançamentos de produtos e serviços de todo o mundo. Confira as iniciativas globais mais inovadoras que aconteceram este mês, desde uma semana de moda digital até o primeiro material biodegradável totalmente livre de plástico, feito de proteína do leite.

China – Passarela digital

A Semana da Moda de Xangai tornou-se on-line este ano, apresentando um mega show de uma semana em que os consumidores podiam comprar de mais de 100 marcas em várias salas de compras virtuais ao vivo da plataforma de vendas Tmall. Este desfile inovador conecta de verdade a passarela ao comércio, em uma experiência de moda imersiva e completa para todas as pessoas interessadas.

Durante a semana, os espectadores da transmissão ao vivo puderam conhecer as últimas tendências da moda, interagir com os anfitriões e fazer seus pedidos diretamente. O formato é uma novidade para estilistas e comerciantes, bem como um teste para futuras inovações na indústria da moda, de acordo com o comitê da Semana da Moda.

Autenticidade e imediatismo são os principais motivadores do interesse dos consumidores nas transmissões ao vivo. Esse tipo de formato traz de volta o ‘toque humano’ que falta nas compras on-line, pois os consumidores interagem em tempo real com os anfitriões, outros telespectadores e marcas para coletar informações ou fazer perguntas. O tempo limitado das transmissões ao vivo gera empolgação e incentiva a gratificação instantânea, que pode potencialmente fechar negócios mais rápido do que as compras on-line regulares. As transmissões ao vivo on-line da Semana da Moda de Xangai, embora criadas para contornar a crise do coronavírus, tornam o exclusivo evento acessível a todos na China, criando assim mais publicidade e interações entre consumidores e marcas durante o desfile de uma semana.

Joyce Lam – Analista de Tendências, Ásia-Pacífico

França – Via Láctea

A empresa francesa Lactips desenvolveu o primeiro material biodegradável livre de plástico feito a partir da proteína do leite. A Lactips criou o material sem plástico ao transformar a proteína do leite em pellets que imitam o plástico. O material pode ser usado como embalagem, para criar filmes ou substituir outros plásticos. Os pellets biodegradáveis se dissolvem em água morna e fria e criam uma barreira ao oxigênio. Atualmente, eles são usados como embalagens de origem biológica para detergentes. A empresa firmou um acordo com o Grupo IMCD para distribuir o material na França e nos países nórdicos.

À medida que as preocupações com o clima aumentam, consumidores e marcas estão levando em consideração seu impacto ambiental. Os consumidores estão mudando seus hábitos de compra e esperam que as marcas ofereçam soluções mais ecológicas que os ajudem a fazer escolhas melhores. As marcas estão substituindo materiais não sustentáveis por materiais reciclados e biodegradáveis para minimizar o uso de materiais nocivos. As embalagens dissolúveis e comestíveis surgem como alternativas importantes que abrem o caminho para um futuro sustentável e responsável.

Borja Valladolid – Analista de Tendências, Europa

Vietnã – Caixa eletrônico gratuito de arroz

Um empresário desenvolveu um ‘caixa eletrônico de arroz’ para distribuir arroz gratuito aos pobres e desempregados durante a pandemia da covid-19. Aberto 24 horas, a máquina de arroz grátis distribui um suprimento de 1,5 kg de arroz para as pessoas necessitadas. O conceito foi lançado de início na cidade de Ho Chi Minh. Em seguida, caixas eletrônicos de arroz se espalharam por outras cidades, como Hanói, Da Nang e Hue.

O Vietnã orgulha-se de sua culinária deliciosa e o arroz, seja frito, cozido ou transformado em pão, macarrão e sobremesas, é um alimento básico. Vastas extensões de terras agrícolas férteis também colocam o país entre os principais produtores de arroz do mundo. Isso fornece meios de subsistência em algumas das comunidades mais pobres do país. Mas as exportações de arroz foram muito afetadas pelas paralisações comerciais causadas pela covid-19, especialmente porque a China é o maior comprador do arroz do Vietnã. O governo procura garantir um suprimento seguro de arroz para o consumo doméstico, mas grandes dificuldades financeiras foram causadas pelo declínio das exportações de arroz. A corrida às compras e a acumulação de itens essenciais do cotidiano pelos consumidores urbanos exacerbaram as dificuldades dos cidadãos socialmente desfavorecidos.

Melanie Nambar – Analista de Tendências, Sudeste Asiático

EUA – Jogando por burritos

A Chipotle tornou virtual o seu torneio de jogos do mundo real para 2020. Conhecido como ‘The Chipotle Challenger Series’, o evento virtual de jogos começou com a competição em vários jogos populares. Os vencedores do torneio receberam US$25.000 em dinheiro, US$25.000 para doar aos esforços de socorro da covid-19 e um vale-presente exclusivo de um ano grátis de Chipotle.

A mudança para o virtual não é uma grande alteração para a Chipotle desde que o ‘The Challenger Series’ ocorreu em Dallas no ano passado e um investimento na comunidade de esportes eletrônicos já estava formado. De muitas maneiras, esse investimento está colocando a Chipotle à frente da curva à medida que o esporte eletrônico ganha popularidade. O impacto da covid-19 só deu mais atenção à indústria de jogos, principalmente porque as temporadas esportivas tradicionais estão sofrendo atrasos. Mesmo antes do surto da covid-19, o esporte eletrônico estava crescendo em popularidade. A atual necessidade de entretenimento virtual também está levando as marcas a se educarem no esporte eletrônico em um ritmo mais rápido. No entanto, é importante que as marcas não pulem a etapa educacional e entrem em ação. Entender essa comunidade e como ela funciona é essencial para um envolvimento bem-sucedido.

Diana Kelter – Analista de Tendências Sênior, EUA

Brasil – Limpando o preconceito

A marca de bloqueadores de odores sanitários, FreeCô selecionou tweets preconceituosos e machistas sobre mulheres e os imprimiu em papel higiênico. Os rolos foram distribuídos em bares em São Paulo, juntamente com uma estrutura de suporte com a afirmação: “Coloque comentários sexistas onde eles pertencem: no lixo.” Para complementar a ação, a marca também lançou conteúdo de vídeo nas redes sociais, onde homens e mulheres discutem sexismo e preconceito.

Embora as mulheres combatam o preconceito todos os dias, o Dia Internacional da Mulher é uma data em que as marcas também devem abordar a questão e fortalecer a voz das mulheres. Isso é ainda mais especial nos países da América Latina, onde a desigualdade de gênero se tornou um dos principais motivadores de uma crescente cultura de protesto. A cultura brasileira, no entanto, é marcada por uma abordagem alegre e divertida da vida, que raramente é considerada adequada quando os direitos estão em jogo. A ação do FreeCô conseguiu unir as duas coisas e, ao mesmo tempo, ser estratégica o suficiente para não parecer depreciativa à causa das mulheres. A empresa conseguiu criar uma abordagem que é muito atraente para as consumidoras, pois é bem-humorada e ainda critica os preconceitos da sociedade.

Vanessa Rondine – Analista de Tendências, América Latina

Alimentos e Bebidas

Nossa rede internacional de pesquisadores de campo e analistas da categoria de alimentos trabalham conjuntamente combinando dados, conhecimento, previsão e inovação em ações de insights que possam ajudá-lo a alimentar as suas estratégias e processos de desenvolvimento

Leia mais
© 2020 Mintel Group Ltd. | Política de privacidade | Termos | Uso de Cookies