À medida que os consumidores experimentam novos produtos à base de plantas, as marcas precisarão provar seu valor através de formatos mais convenientes e familiares. As empresas latino-americanas estão se tornando uma força impressionante no cenário mundial de produtos de origem vegetal, mas ainda há muito espaço para inovação no mercado.

As marcas de produtos à base de plantas da América Latina são uma força impressionante no cenário global

A América Latina é o lar de várias estrelas em ascensão no mundo dos produtos à base de plantas:

• A empresa NotCo no Chile tornou-se uma das empresas líderes em tecnologia de alimentos no mundo, captando US$ 235 milhões em sua última rodada de financiamento e revertendo a tendência das empresas americanas de trazer alimentos à base de plantas para a América Latina.

• A Fazenda Futuro, outra startup vegana sediada no Brasil, estabeleceu uma base nos mercados internacionais, inclusive no Chile, México e Uruguai. A empresa oferece uma linha de alternativas à carne que inclui hambúrgueres, almôndegas e salsichas.

Mesmo com líderes tão poderosos no mercado, há muito potencial para inovações veganas. As marcas podem ajudar os consumidores a ver os substitutos vegetais como alimentos cotidianos. Com as marcas atuais focadas em hambúrgueres e salsichas, que não são produtos básicos em muitas cozinhas da América Latina, há espaço para a concorrência explorar formatos que repercutirão nos mercados locais.

As marcas à base de plantas precisam regionalizar a inovação para atingir todo o potencial da América Latina

A tendência à base de plantas precisa expandir-se além dos hambúrgueres e salsichas, e para sabores e formatos locais.

• Formatos e sabores regionais podem ajudar os consumidores a imaginar as carnes de origem vegetal como alimentos do dia a dia. Embora quatro em cada cinco brasileiros concordem que é importante consumir mais alimentos e bebidas à base de plantas para ter uma boa saúde, menos de três em cada 10 o fazem em sua rotina diária, de acordo com pesquisa da Mintel sobre tendências alimentares saudáveis no Brasil. Isso acontece porque as alternativas atuais não atendem às expectativas de valor dos consumidores e são difíceis de imaginar no contexto de uma dieta cotidiana.

• Produtos inovadores que proporcionam familiaridade, sabor, saúde e conveniência podem ajudar a posicionar alternativas à base de plantas com um valor premium. As ofertas super convenientes podem ajudar os consumidores mais jovens que procuram obter uma refeição saudável sem investir muito tempo e esforço na cozinha.

É hora de levar a tendência de produtos à base de plantas para além dos hambúrgueres e salsichas

Até agora, as marcas têm se concentrado em reproduzir hambúrgueres e salsichas, abrindo espaço para mais formatos e sabores regionais.

The Live Green Co.
The Live Green Co. utiliza a tecnologia de IA para produzir rapidamente alternativas à carne e aos laticínios “limpas” (Chile).

The New Butchers
The New Butchers, uma startup brasileira, cria carnes vegetais a partir de ingredientes como ervilha, óleo de coco e beterraba.

Fazenda Futuro
A Fazenda Futuro se orgulha em replicar a suculência, a textura e o sabor da carne (Brasil).

Posicionar as opções à base de plantas como um atalho da cozinha saudável

As marcas podem ajudar a Geração Z a cozinhar do zero com mais frequência, a fim de cultivar hábitos alimentares saudáveis. Enquanto nove em cada 10 adultos brasileiros veem o hábito de cozinhar do zero com ingredientes frescos ou minimamente processados como o hábito mais importante para se manter saudável, um grupo muito menor de consumidores realmente faz isso na prática. Isto é especialmente verdade para os consumidores da Geração Z.

Como quatro em cada cinco brasileiros também tentam aumentar a quantidade de alimentos e bebidas à base de plantas em suas dietas, há uma oportunidade para as marcas conquistarem a população mais jovem, com opções de produtos à base de plantas de cozimento rápido e à prova de falhas.

À “milanesa” de Cordon Green à base de plantas é um exemplo de tal oferta que combina a parte saudável dos ingredientes à base de plantas e a facilidade de preparo em menos de cinco minutos.

As refeições tradicionais podem conter proteínas à base de plantas

Reinvente os favoritos conhecidos e convenientes como os abaixo com novas opções de proteína.

Feijoada
Vapza Feijoada (Brasil). A linguiça e o toucinho de porco podem ser substituídos por alternativas vegetarianas.

Arroz con pollo
La Pitadora Arroz con Pollo (arroz com frango) (Colômbia). Com mais opções de frangos veganos no mercado, a carne de animais pode ser trocada por uma opção vegetariana.

Empanadas
Tottus Empanadas de Lomo Saltado (Peru). Substitua o lomo saltado por uma versão vegan.

Ofereça aos consumidores mais opções de lanches à base de plantas

De acordo com pesquisa da Mintel sobre hábitos de consumo de lanches no Brasil, um em cada cinco brasileiros expressou interesse em lanches à base de plantas, sendo que lanches feitos com ingredientes locais e lanches de “rótulo limpo” também são de interesse. As marcas têm a oportunidade de oferecer em todos os três atributos uma nova geração de lanches à base de plantas que substituem algumas das variedades tradicionais de lanches de carne. A POW! Foods faz exatamente isso com sua inovação em chouriço vegano, atendendo às expectativas dos consumidores por uma alternativa de salsicha de alto teor proteico, à base de plantas.

O que pensamos

Proteínas de origem vegetal, refeições e componentes de refeições oferecem muitas oportunidades para inovação na América Latina. Para ir além do cenário repleto de hambúrgueres, as empresas podem criar ofertas mais saudáveis, com relevância regional, à base de plantas, capazes de se adequar às rotinas de cozinha existentes ou oferecer atalhos para uma alimentação saudável.

Alimentos e Bebidas

Nossa rede internacional de pesquisadores de campo e analistas da categoria de alimentos trabalham conjuntamente combinando dados, conhecimento, previsão e inovação em ações de insights que possam ajudá-lo a alimentar as suas estratégias e processos de desenvolvimento

Leia mais
© 2021 Mintel Group Ltd. | Política de privacidade | Termos | Uso de Cookies