Timeline

Ana Paula Gilsogamo – Ana é Analista Sênior para os Relatórios de Alimentos e Bebidas da Mintel no Brasil.

De acordo com o balanço anual da ABIA (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos) de 2022, a indústria de alimentos e bebidas é a maior do Brasil, responsável pelo processamento de 58% de tudo o que é cultivado nos campos brasileiros, gerando mais de 1,8 milhão de empregos. Em 2022, esse setor investiu cerca de R$15 bilhões em pesquisa, desenvolvimento e inovação, e a Mintel Brasil tem a honra de fazer parte do movimento de inovação dessa categoria nos últimos 10 anos.

Em 2023, a Mintel Brasil comemora 10 anos de atendimento aos clientes neste mercado! Para comemorar esse importante marco, fizemos uma retrospectiva da última década para explorar como a mudança no comportamento do consumidor afetou a inovação em alimentos e bebidas e destacar as tendências que a Mintel identificou primeiro no setor.

De 2013 a 2023, aqui estão 10 tendências de alimentos e bebidas que destacam as mudanças e a evolução da inovação de alimentos e do comportamento do consumidor nos últimos 10 anos.

2013: Açúcar, gordura e sal – nossa!

Por volta de 2010, a categoria de alimentos e bebidas deu ênfase significativa à oferta de opções com quantidades “reduzidas” ou “sem” determinados componentes, especialmente açúcar, gordura, sal e calorias. De acordo com o Banco de Dados Global de Novos Produtos (GNPD, na sigla em inglês) da Mintel, em 2013, aproximadamente 13% dos lançamentos de alimentos no Brasil fizeram essa alegação, uma das porcentagens mais altas entre as alegações relacionadas à saúde. Por exemplo, a Pipoca Yoki com uma alegação de 0% de gordura trans na frente da embalagem teve a maior porcentagem de lançamentos com essa alegação. Pesquisa da Mintel de 2013 previu a possibilidade de novas legislações, regulamentações e iniciativas governamentais com foco no alto teor de açúcar, gordura e sódio. Isso foi bem antes da implementação das novas leis e regulamentações brasileiras sobre rótulos, que introduziram advertências e entraram em vigor no final de 2022.

Yoki Popcorn

Fonte: Mintel GNPD

Desde então, como os consumidores brasileiros continuam a priorizar sua saúde, a limitação de açúcar (52%) e sal (58%) surgiu como uma das principais preferências dos consumidores que buscam adotar melhores hábitos alimentares e manter uma dieta saudável.

2014: Aumento das mensagens sobre sustentabilidade

Na última década, a sustentabilidade ganhou importância significativa tanto em nível global quanto no setor de alimentos e bebidas do Brasil. Juntamente com as alegações voltadas para a saúde e o bem-estar, houve um aumento na importância da sustentabilidade. Especificamente entre 2013 e 2014, houve um aumento substancial no número de lançamentos de alimentos e bebidas com alegações como “embalagem ética e ecologicamente correta” e “ético – reciclagem”. De acordo com a ferramenta GNPD da Mintel, cerca de 22% de todos os lançamentos de alimentos e bebidas tiveram pelo menos uma dessas alegações durante o período no Brasil.

Um exemplo dessa tendência é a Água da Coca-Cola Crystal, que lançou uma garrafa de 500ml feita de material 100% reciclável. Essa solução inovadora de embalagem utilizou 20% menos plástico e incorporou 30% de materiais à base de plantas, o que resultou em maior capacidade de reciclagem. Em seu lançamento, a nova garrafa recebeu opiniões divergentes devido à sua rigidez reduzida em comparação com as garrafas tradicionais.

Crystal Water Bottle

Fonte: Mintel GNPD

2015-2017: Alegações ‘integrais’ – não se trata mais apenas de dietas

Os anos de 2016 e 2017 se destacaram como um período de aumento de lançamentos com alegações “integrais”, representando mais de 4% de todos os lançamentos de alimentos e bebidas no Brasil. Alguns foram associados a uma alegação “zero”, que era mais prevalente no início da década e frequentemente associada a dietas específicas.

A maioria dos consumidores brasileiros em 2015 discordaram que produtos integrais são apenas para aqueles que estão em uma dieta, em comparação com 30% que concordaram. Essa mudança indica um reconhecimento crescente entre os consumidores brasileiros de que os produtos integrais oferecem benefícios que vão além de serem adequados apenas para fins dietéticos. Um exemplo é o Pão de Forma Integral e Zero da Wickbold, lançado em 2016.

Wickbold Bread

Fonte: Mintel GNPD

2018-2019: Proteína e energia à base de plantas

Nos últimos 10 anos, houve um aumento na disponibilidade de produtos com foco em “alto teor de fibra” e “alto teor de proteína”, alinhados com o crescente interesse dos consumidores brasileiros. Três quartos dos brasileiros concordaram que consumir alimentos e bebidas com benefícios adicionais é uma boa maneira de garantir que estão consumindo todos os nutrientes de que precisam (ex. fibras, proteínas, vitaminas).

De acordo com a ferramenta GNPD da Mintel, em 2019, houve um aumento significativo na porcentagem de lançamentos com a alegação “alto teor de proteínas”, representando quase 5% de todos os lançamentos de bebidas e alimentos no Brasil. Até o momento em 2023, 56% das novas bebidas nutricionais, 10% dos novos lanchinhos/snacks e 8% dos novos produtos lácteos trazem essa alegação. Por exemplo, o Danone YoPro tem 15g de proteína e contém soro de leite e caseína rica em proteínas.

Dannon Yopro

Nessa época, surgiu uma segunda tendência, que se referia a alimentos à base de plantas. De acordo com a ferramenta GNPD da Mintel, a porcentagem de lançamentos de novos produtos alternativos à carne no Brasil aumentou 117% de 2014 a 2018. Ao longo da última década, os lançamentos à base de plantas se tornaram mais diversificados, atraindo mais do que apenas a curiosidade dos consumidores mais jovens. De 2018 a 2019, os lançamentos de alimentos e bebidas com alegações à base de plantas no Brasil cresceram 147%. Em 2020, 2,5% de todos os produtos alimentícios e bebidas lançados no Brasil tinham a alegação “à base de plantas”.

O Futuro Burger foi um dos mais icônicos produtos à base de plantas lançados nesse período, devido à semelhança de seu sabor e textura com a carne real e por ser uma startup brasileira de alimentos.

Futuro Burger

Fonte: Mintel GNPD

2020: É sobre imunidade

Durante a pandemia, houve uma ênfase maior na imunidade, pois os consumidores ficaram cada vez mais preocupados com sua saúde e buscaram maneiras de fortalecer seus sistemas imunológicos. Um terço dos consumidores brasileiros disse, na época, que estava consumindo mais alimentos e bebidas com ingredientes adicionados para estimular o sistema imunológico (ex. cúrcuma, vitaminas). Depois disso, as marcas adotaram a tendência e responderam com a inovação de novos produtos, resultando em um aumento de 77%, entre 2019 e 2020, nos lançamentos de alimentos e bebidas com a alegação “funcional – sistema imunológico”.

Como resultado, as bebidas embaladas em porções pequenas ou individuais, como as da Piracanjuba ImunoDay, ganharam visibilidade e presença de mercado nessa categoria. Especificamente, essas bebidas capitalizaram a popularidade dos “shots imunológicos” vistos nas redes sociais. Muitas dessas bebidas contêm fibras ou probióticos com foco na saúde digestiva como um aspecto importante para ajudar os consumidores a desenvolver um sistema imunológico forte.

Immuno Day Drink

Fonte: Mintel GNPD

Três quartos dos brasileiros concordam que é importante para eles que as marcas das quais compram sigam práticas comerciais éticas ou sustentáveis e 63% concordam que é importante praticar o comércio justo (ou seja, pagar preços justos nos países em desenvolvimento por produtos ou mão de obra). Na década passada, os lançamentos de produtos alimentícios e de bebidas estavam muito mais focados na sustentabilidade, especificamente em soluções de embalagem, em vez de declarações éticas. Um exemplo, lançado em 2020, foi o snack Nestlé + Gerando FalcõesA Nestlé afirmou que esse produto é o primeiro item de alimentos e bebidas socialmente responsável lançado no Brasil. De fato, 100% dos lucros desse produto são destinados a projetos em comunidades de baixa renda.

Banana and Canela width=

Fonte: Mintel GNPD

Outra tendência importante dessa época foi a saúde mental. Mesmo antes da pandemia de COVID-19, a importância da saúde emocional e mental estava prevalecendo como uma tendência. Já em 2016, um terço dos brasileiros demonstrou interesse em opções que melhoram a agilidade mental, 29% para aliviar o estresse, 28% para melhorar a qualidade do sono e 23% para melhorar o humor. Porém, durante e após a pandemia, essa tendência ganhou grande impulso: 73% dos consumidores concordaram que ter hábitos alimentares saudáveis era tão importante para a saúde emocional/mental quanto para a saúde física.

A marca de chá Matte Leão oferece uma variedade de benefícios mentais/emocionais e usa ingredientes conhecidos para promover o relaxamento, o reequilíbrio e o aumento da energia.

LEAO Tea

Fonte: Mintel GNPD

Embora a Geração Z tenha atraído uma atenção significativa em termos de pesquisa, estudos, marketing, conteúdo de entretenimento e inovação de produtos, a nostalgia da Geração Milênio provou ser uma fonte rica e bem-sucedida de criatividade em vários domínios, incluindo o reino de alimentos e bebidas – 91% dos millennials concordam que sabores e ingredientes familiares evocam conforto emocional para eles, e 51% dos consumidores brasileiros expressaram um gosto por sabores que evocam memórias de sua infância. Um exemplo disso é o Cheetos Bola relançado em 2023 para atender às solicitações dos consumidores nas redes sociais.

Cheetos

Fonte: Instagram @Cheetos_brasil

O que vem a seguir

O setor de alimentos e bebidas no Brasil continua a oferecer às empresas e marcas amplas oportunidades de inovação, fornecendo soluções que melhoram a vida dos consumidores brasileiros. Ao longo da última década, a Mintel tem fornecido continuamente as mais recentes pesquisas de mercado, insights sobre inovação e tendências de consumo de todo o setor de alimentos e bebidas da América Latina.

Para obter mais informações sobre as tendências de alimentos e bebidas do Brasil, clique aqui. Se você é um cliente da Mintel e gostaria de ler o relatório completo sobre Tendências de Alimentação Saudável no Brasil, clique aqui

© 2024 Mintel Group Ltd. | Política de privacidade | Termos | Uso de Cookies